domingo, 4 de setembro de 2011

Fore-Edge Book Painting - As pinturas escondidas atrás de ouro! - Parte II

   Com relação à última postagem (aqui), amigos têm comentado: "Hummm! Que vontade de fazer!".
    E por quê não?
    Realmente não é imprescindível a prensa que foi mostrada naquelas fotos:


    Se vocês chegaram a entrar do site de Martin Frost,  tiveram a oportunidade de observar os trabalhos de alunos do workshop promovido pela Universidade Johns Hopkins, nos EUA, em Abril de 2005, destinado a pintores, restauradores, encadernadores e demais artistas dos livros.

                                                                                                                                                           

    Lá foram usadas, além de prensinhas "estilizadas" que ele deve ter levado,:

                                                                            
                                                                                                 
outras feitas com duas ripas de madeira com dois furos cada,  às quais o bloco de páginas é mantido preso com cordões:

                                                                                
    Isso com certeza é viável de se conseguir.
    Observem que a ripinha debaixo fica entre a capa e o bloco de páginas ( miolo ).
                       
                                                                             
    E, finalmente, um trabalho muito interessante que acredito ter sido inspirado na pintura de Georges Seurat - "Un dimanche après-midi à l'lle de la Grande Jatte", 1884-1886,  do Art Institute de Chicago:
                                                                           

    Bem, com as alternativas acima apresentadas à luxuosa prensa exibida na 1ª parte desta postagem e com a técnica já descrita anteriormente também, mãos à obra!                                                                       
    Na próxima matéria sobre esse assunto, gostaria de mostrar alguns livros decorados existentes em São Paulo onde, de acordo com Beth Csuraji, exemplares talvez sejam encontrados na Biblioteca Mário de Andrade e na Biblioteca Mindlin, na USP.

    Foto 1 : Martin Frost - http://www.foredgefrost.co.uk/widmer_foredge.htm
    Fotos 2 a 12 : The Sheridan Libraries at Johns Hopkins University
http://www.library.jhu.edu/departments/preservation/foreedgepainting.html

2 comentários:

  1. Vera, realmente não é difícil fazer esta prensa simples, pode-se até mesmo reutilizar ripas e usar tecido para prender ao invés de parafusos com borboletas. Adorei e qualquer dia vou experimentar !
    Beijos
    Elô

    ResponderExcluir
  2. Não é difícil de fazer a prensa, não! Em contrapartida o desenho… uau! Em meu entender, seria mais facil tentar uma marmorização, por ser um trabalho que se faz de uma vez só…
    Esses parafusos com borboletas são fáceis de encontrar.
    Tem-se de estragar muitas bordas até chegar a um resultado… como tudo em arte!
    Os encadernadores antigos usavam dessa técnica, principalmente nos Livros Fiscais. É uma forma de identificar se páginas foram destacadas. E isso, sob o ponto de vista contábil, era de suma importância.
    Hoje é apenas uma arte, pela beleza da coisa em si.
    Tenho livros que comprei em sebos que foram encadernados e depois marmorizados ou simplesmente pintados em uma cor só.
    Ficam bonitos de qualquer forma!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.